Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Diretor da DESMil visita EsFCEx

Publicado: Quarta, 03 de Junho de 2020, 18h30 | Acessos: 645

Salvador (BA) - O Diretor de Educação Superior Militar, General de Divisão Jorge Cardoso Martins, esteve, nos dias 27 e 28 de maio, na Escola de Formação Complementar e Colégio Militar de Salvador (EsFCEx/ CMS) para conhecer as instalações e os cursos que são disponibilizados na EsFCEx e repassar orientações/ diretrizes da Diretoria de Educação Superior Militar (DESMil). A Escola de Formação passou a sediar em 2018, além do Curso de Formação de Oficiais do Quadro Complementar (CFO/ QCO), o Curso de Gestão e Assessoramento de Estado-Maior (CGAEM) e o Curso de Capelão Militar; e, na modalidade à distância, o Curso de Especialização Básica (CEB), que complementa a capacitação do QCO.

Também na modalidade à distância, a Escola apoia o Curso de Aperfeiçoamento, conduzido pela Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais (EsAO), nas disciplinas Gestão de Projetos e Metodologia da Pesquisa Científica. E existe a previsão da EsFCEx, a partir de 2021, conduzir cursos de Pós-graduação em Administração Hospitalar, em Direito Militar e a 1º Fase do Curso de Preparação para o Comando, Chefia e Direção. Durante a visita, o Diretor de Educação Superior Militar pode verificar como estão os trabalhos e estudos para a vinda dos referidos cursos, bem como os ajustes que são necessários para o funcionamento da pós-graduação já no ano que vem.

Paralelo a isso, a EsFCEx, por determinação da DESMil, preparou um estudo de viabilidade para a transferência do CFO de Saúde, da Escola de Saúde do Exército (EsSEx), que funciona no Rio de Janeiro, para Salvador. Esse estudo foi apresentado ao Diretor de Educação Superior Militar. A análise está sendo feita pela DESMil e DECEx (Departamento de Educação e Cultura do Exército) com o objetivo de concentrar a formação dos Oficiais da Linha Complementar e de Saúde no mesmo estabelecimento de ensino e padronizar a instrução individual desses militares; além de praticar a racionalização administrativa e de meios a partir da concentração dos cursos de formação de oficias do Quadro Complementar, do Quadro de Capelão Militar e do Serviço de Saúde, bem como do CGAEM, CEB e parte do CAM (Curso de Aperfeiçoamento Militar).

registrado em:
Fim do conteúdo da página